FeLV

Leucemia Felina

Temos vários gatinhos positivos para FeLV e, por isso, gostaríamos de contar um pouco do que aprendemos nesses anos de proteção animal sobre a doença.

Temos vários gatinhos positivos para FeLV e, por isso, gostaríamos de contar um pouco do que aprendemos nesses anos de proteção animal sobre a doença.

FeLV é leucemia felina, ou seja, ela é exclusiva de gatos. Ela é causada por um vírus e a contaminação pode acontecer quando gatos se mordem, se lambem ou compartilham caixas de areia, potes de água e comida. As fêmeas grávidas podem passar o vírus para os filhotes via placenta ou amamentação.

Algumas coisas que observamos aqui na ONG:

  • Pode acontecer de metade de uma ninhada ser positiva e metade negativa. É também possível que a mãe seja negativa e os filhotes positivos. A mãe pode ser positiva e os filhos negativos. Não sabemos ainda como isso funciona.
  • Se o gatinho manifesta a doença (geralmente por anemia, tumores, linfomas, etc.) é preciso um supercontrole para dar sobrevida com qualidade ao animal.
  • Você pode ter um gato positivo para FeLV convivendo com um negativo desde que o negativo, antes do contato, seja vacinado com a quíntupla felina (2 doses com espera de 15 dias após a segunda dose).
  • Cada animal reage de uma forma e é difícil prever quais problemas o gatinho pode vir a ter graças à leucemia felina. Por isso, é muito importante que o gatinho seja acompanhado por um veterinário.
  • Existem gatos que eliminam a FeLV sozinhos ou como costumamos falar, negativam. Já tivemos vários casos assim por aqui.
  • Os cuidados com um gatinho positivo pra FeLV são iguais aos com qualquer gatinho: a ração deve ser de boa qualidade, as visitas ao veterinário devem ser frequentes e o comportamento dos gatinhos deve ser observado. Qualquer mudança pode ser sinal de problemas e isso vale para todos os gatinhos.

Deixe o preconceito de lado e dê um final feliz a um gatinho positivo para FeLV!

Importante: O texto que escrevemos é feito com base na nossa experiência com nossos gatinhos. Consulte um veterinário para mais informações.